Home / Respostas Sociais / Lar de Idosos

Lar de Idosos


A Estrutura Residencial para Pessoas Idosas (ERPI) é uma resposta social desenvolvida em alojamento colectivo, de utilização temporária ou permanente, para idosos em situação de maior risco de perda de independência e/ou autonomia.

Tem Acordo de Cooperação com o Instituto da Segurança Social, com capacidade instalada para 70 utentes, processando-se a admissão dos utentes através de inscrição e avaliação caso a caso, priorizando-se os casos de maior necessidade e vulnerabilidade.

Missão

Promover o bem-estar do idoso, em todas as suas vertentes (bio, psíquico e social), visando a sua autonomia e integração social.

Potenciar a autonomia dos utentes, prestando um serviço de qualidade, adequado a cada cliente, respondendo às suas necessidades e superando as suas expectativas.

Atuar de forma global e integrada sobre os factores de exclusão social.

Visão

Pretendemos ser reconhecidos pela abordagem multidisciplinar e pela qualidade dos serviços prestados, com vistas à satisfação das necessidades e expectativas dos nossos utentes e pelo desempenho qualificado de todos os nossos profissionais e colaboradores.

Valores

São valores desta valência os seguintes:

  • O respeito pela individualidade e privacidade do idoso;
  • Promover a ética e a qualidade dos serviços prestados;
  • Promoção da autonomia do idoso;
  • A multidisciplinaridade dos serviços prestados;
  • A responsabilidade social;
  • Dar respostas individualizadas e adaptadas às diferentes necessidades dos utentes, quer sejam de ordem básica e/ou instrumental;
  • Celeridade na análise do risco e das oportunidades;
  • Objetividade na estratégia de crescimento sustentável da Instituição.

Valorizamos um clima de afeto, onde os sentimentos são o nosso melhor instrumento de trabalho.

Objetivos

São objetivos desta valência os seguintes:

  • Contribuir para a melhoria da qualidade de vida dos indivíduos e das famílias;
  • Assegurar que os serviços prestados são adequados às suas necessidades individuais e que vão ao encontro das suas expectativas;
  • Prevenir situações de dependência e promover a autonomia do idoso;
  • Procurar, sempre que possível, o envolvimento do utente na solução de questões que lhe digam respeito;
  • Prestar cuidados de apoio bio-psico-social aos utentes, de modo a contribuir para o seu equilíbrio e bem-estar;
  • Garantir e respeitar a independência, a individualidade, a intimidade, a privacidade e a livre expressão de opinião;
  • Fomentar os sentimentos de interacção, auto-estima e segurança, bem como a promoção da continuidade das suas relações familiares e/ou com a comunidade;
  • Colaborar e/ou assegurar o acesso à prestação de cuidados de saúde.

Serviços Prestados

Apoio na satisfação das necessidades básicas e/ou instrumentais da vida quotidiana, nomeadamente:

  • Alojamento
  • Nutrição e Alimentação
  • Higiene e cuidados pessoais
  • Lavagem/tratamento de roupas
  • Cuidados Médicos e de Enfermagem
  • Apoio Psicossocial
  • Serviços de reabilitação física
  • Actividade de Animação Sociocultural, Recreativa e Ocupacional
  • Cabeleireiro/Barbeiro/Manicura
  • Acompanhamento religioso

Horário de Funcionamento

Secretaria: segunda a sexta, das 9h às 13h - 14h às 17h.
Visitas: 9h45 às 17h (30min por cada utente), mediante marcação.
A marcação de visitas poderá ser feita por telefone: 234 556 645

 

FICHA DE INSCRIÇÃO

Enviar a ficha de inscrição, devidamente preenchida e assinada, bem como toda a documentação relevante, para:

misericordiasv@sapo.pt

Ou entregar na sede, sita em:

Rua da Meia Encosta, n.º 47
3740-228 Sever do Vouga

 

Critérios de Admissão

  • Ser natural e/ou residente do concelho de Sever do Vouga;
  • Possuir idade igual ou superior a 65 anos, cuja situação/problema não lhes permita permanecer no seu meio habitual de vida;
  • Pessoas com idade inferior a 65 anos em condições excepcionais, a considerar caso a caso;
  • Situação de dependência relativa (que, pela sua condição física ou psíquica, percam a sua autonomia);
  • Situação de carência económica, que não garanta a sua subsistência;
  • Falta de apoio familiar ou outro;
  • Isolamento social ou geográfico;
  • Vontade expressa do idoso em ser admitido;
  • Não sofrer de doença infecto-contagiosa ou outra que perturbe o regular funcionamento da Instituição.